O Eterno *Marlon Brandon*

O querido Marlon Brandon dispensa apresentações! É um dos meus ídolos do cinema e um dos homens mais bonito que já vi. A imagem rebelde era verdadeira e ajudou a fazer a fama deste grande ator. Ele nasceu nos Estados Unidos (Nebraska) em 3 de abril de 1924. Assim como muitos outros artistas, Marlon teve uma infância conturbada, com problemas familiares e também na escola, de onde foi expulso algumas vezes. Mas sempre se destacou no teatro. Suas duas irmãs também eram atrizes e ele foi atrás delas em Nova York, onde estudou teatro no famoso  Actor´s Studio e na New School Dramatic Workshop, onde aprendeu  técnicas de atuação baseadas no mestre russo Stanislavski. Marlon Brandon também declarou que já teve relações homossexuais  e que não dava a minima para o que as pessoas diziam sobre isso.

Um momento marcante de sua carreira foi sua interpretação na peça “Um Bonde Chamado Desejo” de Tennesse Williams. A peça fez tanto sucesso que gerou um filme, dirigido pelo mestre Elia Kazan e com um elenco de peso. Marlon Brandon sempre se destacou em papéis de homens complicados em filmes dramáticos. Este papel também fez com que Marlon Brandon se tornasse símbolo sexual, já que sempre aparecia com camisetas brancas super justas que realçavam o corpo fabuloso.

Mas ele se tornou ídolo incontestável em 1953,  no papel do rebelde Johnny Stabler no filme “O Selvagem”, um dos mais importantes de sua carreira. No filme ele era um delinquente, líder de uma gangue de motoqueiros, vestido de jaqueta de couro e dirigindo uma motocicleta 1950 Triumph Thunderbird 6T. Este filme se tornou referência para astros como James Dean e Elvis Presley e até hoje é cultuado por milhares de fãs (estou entre eles claro!). Marlon Brandon fez filmes fantásticos que marcaram a história do cinema: “Viva zapata”,  “Julio César”, “Sindicato de ladrões”, “O Poderoso Chefão”, “Apocalipse Now” e tantos outros, sempre dirigido por grandes mestres do cinema.

Nos anos 80 Brandon teve muitos problemas pessoais, não queria mais atuar e se refugiou em uma ilha na Polinésia. Engordou muito e teve muitos problemas com os filhos. Seu filho Christian assassinou o namorado da irmã Cheyenne. Ela se matou posteriormente, em 1995.

Ele também foi um ativista convicto, defendendo os índios e os negros, atuando em manifestações públicas e chegando até a recusar prêmios em prol de seu ativismo.  Marlon Brandon morreu no dia 1 de julho de 2004, com 80 anos de idade! R.I.P. Forever…

Published in: on 27 de fevereiro de 2010 at 1:42 pm  Comments (1)  
Tags:

The URI to TrackBack this entry is: https://misslittlecherry.wordpress.com/2010/02/27/o-eterno-marlon-brandon/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Marlon. Meu ídolo!
    Lindo, talentoso e natural….
    Amo…
    Blog maravilhoso, Rafa!!
    bjo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: