Betty Page – Uma *Pin-up* de Carne e Osso

Escolhi a querida Betty Page para inaugurar as postagens sobre musas porque ela é a minha preferida dentre todas as referências pin-ups. Claro que o duelo com a Marilyn e outras divas é grande, mas para mim ela se destaca.

Betty Mae Page nasceu no dia 22 de abril de 1923 em Nashville, estado do Tennessee. Ela teve uma infância difícil, tinha uma família grande, que passava por muita necessidade. Seus pais tinham problemas de relacionamento e o pai era alcólatra. Eles se divorciaram em 1932 e Betty teve que ficar um ano em um orfanato com suas irmãs porque a mãe precisava trabalhar em dois empregos para pagar as contas de casa. Além de todos os problemas que acompanhou em sua família durante sua infância, aos 15 anos, Betty foi violentada sexualmente pelo seu próprio pai, que havia voltado a morar com a família.

Mesmo com todos esses problemas, ela tentava levar uma vida normal em sua cidade: Ia à igreja, vivia no salão de beleza que sua mãe trabalhava e no tempo que tinha livre sempre costurava. Era uma ótima aluna e sempre demonstrou interesse pela arte da atuação. Coordenadou o grupo de arte dramática e se formou Bacharel em Artes no Peabody College em 1943. No mesmo ano, casa-se com Billy Neal, seu namorado que havia cortejado a jovem Betty por um bom tempo. Depois de casados mudaram-se para San Francisco.

Já em San Francisco, Betty Page começa a fazer alguns trabalhos como modelo. Viajou para o Taiti, onde ela fez fotos muito famosas tomando banho de sol e de mar, muitas delas nua. Depois de 5 anos de casada se separa de Billy Neal e passa a viver em Nova York. Foi lá que Betty conheceu um policial chamado Jerry Tibbs (isso por volta de 1950) que, além de policial era fotógrafo amador. Ele foi o responsável pela transformação de Betty Page, inclusive dando dicas para o seu visual, como a imortalizada franjinha. Ela começou a pegar gosto pela vida de modelo e abandonou a profissão de secretária para continuar a carreira. Costurava suas próprias roupas e bikinis.

Foram os fotógrafos Irving Klaw e Bunny Yeager que imortalizaram Betty Page. Quando a diva assinou contrato com Irving Klaw, ela aceitou os termos onde eram exigidos fotos de “Bondage”. Betty ficou muito famosa com as fotos de sadomasoquismo e muitas revistas  como Eyeful, Beauty Parade e Wink passaram à procura-lá.

Sua fama fez com que o então presidente do Senado Carey Estes Kefauver, que não gostava nem um pouco das fotografias de Irving Klaw por causa da apologia ao sadomasoquismo, requisitou a própria modelo a depor em um processo contra o fotógrafo. Lembrem-se que estamos falando dos Estados Unidos da década de 1950. O ano de 1955 foi muito marcante para a Musa, pois foi capa da revista Playboy de janeiro e ganhou o título de Miss Pin Up Girl do Mundo. 

Betty Page se casa novamente, desta vez com Armand Walterson e no ano de 1958 desapareceu da vida pública. Os motivos nunca foram realmente esclarecidos. Alguns dizem que foi devido aos processos movidos contra as fotos de bondage e sadomasoquismo, outros dizem que foi por causa de seu casamento. A única coisa que se sabe é que Betty tornou-se uma religiosa devota. A nossa querida musa faleceu no dia 12 de dezembro de 2008, vítima de um ataque cardíaco. Ela tinha 85 anos.

Betty Page é a minha pin-up preferida porque teve coragem de fazer coisas que ningúem na época tinha. Sofria acusações constantes e preconceitos e, sempre levava seu erotismo e sensualidade às pessoas que buscavam e que apreciavam seu lindo trabalho. Acreditem, eram muitas.

Rest In Peace baby!!!

Published in: on 31 de dezembro de 2009 at 4:49 am  Comments (1)  
Tags: , ,

Literatura e Arte Para Pin-ups

Nós sabemos o quanto é difícil conseguir publicações sobre pin-ups e afins aqui no Brasil. Mas ainda bem que podemos contar com os importados! Vou listar aqui alguns livros que são o sonhos de consumo para quem aprecia esta arte. A maioria dos livros são de fotos e, apesar de muitos recorrerem ao erotismo, tudo é feito com muito bom gosto. Vamos lá:

* Gil Elvgren – The Complete Pin-ups

Este livro da editora taschen traz a obra de um dos principais mestres da arte pin-up e da propaganda americana. Seu nome é Gil Elvgren e seu traço contribuiu para imortalizar as pin-ups. Isso só foi possível graças à perfeição e a beleza de seus trabalhos e de suas reproduções hiper-realistas  das musas aspirantes à pin-ups. O livro conta um pouco de sua biografia e trajetória profissional na indústria de propaganda americana e é recheado com os desenhos mais famosos desse mestre. Dá para ficar horas babando em desenhos tão lindos.Talvez este seja um dos mais fáceis de encontrar para compra. Basta procurar em grandes livrarias que trabalhem com livros da Editora Taschen.

Autor: Martignette, Charles G.                                                                                     Editora: Taschen/ Paisagem

* 1000 Pin-up girls

Uma delícia de livro! 100% ilustrado, é difícil não se apaixonar pelas belas pin-ups, reais e pintadas retratadas aqui. O livro é uma coletânea das principais revistas especializadas em publicações de pin-ups e de dançarinas burlescas que mexiam com o imaginário masculino como a Whisper e a Beauty Parade. Fotos sensuais, de bondage, como as da musa Bettie Page, muita meia 7/8, cinta-liga e lingerie, tudo no melhor estilo sedutor e inocente das pin-ups. Agora está super fácil de encontrar já que a editora relançou o livro este ano.

Autor:  Harrison, Robert

Editora: Taschen/ Paisagem

* Betty Page – Confidential

Como todos nós sabemos (ou para quem ainda não sabe) Betty Page é uma das pin-ups mais famosa e idolatrada em todo o mundo. Com sua beleza e pioneirismo, Betty fez história transgredindo todos os conceitos de “moralidade” da América, sempre com muito charme e coragem. Além das belíssimas fotos, o livro traz uma lista das revistas e dos filmes que a diva participou. Todas as fotos são em Preto e branco. Fantástico!!!

 

Autor: Yeaser, Bunny

Editora: St Martins Press

* Marilyn Monroe – O Mito

Este livro reúne fotos de um ensaio feito pelo fotógrafo americano Bert Stern. Este foi o último ensaio da nossa querida musa antes de sua morte em 1963 aos 36 anos. Na minha opinião as fotos são fantásticas, porque mostra que Marilyn Monroe, antes de ser uma estrela, era também humana, mostrando a cicatriz de uma cirurgia recente na barriga. Com pouca maquiagem, mas com muito estilo e sensualidade. Além de ser um dos meus preferidos, lembrei de colocá-lo aqui porque postei uma foto deste ensaio no meu orkut e uma amiga perguntou o que era “isso” na barriga dela. Achei super inusitado!

Autor: Bert Stern

Editora: Sextante

  * The Big Book of Legs

Em um belo dia, passeando por uma livraria aqui de Sampa, procurando alguma novidade (como sempre trabalhei com livros, tem que ser uma novidade mesmo) me deparo com um par de pernas bem inusitado. Já conhecia os outros dois livros da série “The big Book of Breast” e “The big Penis book” e por isso logo me interessei por ele. Com certeza as minhas expectativas foram superadas. O Livro tem fotografias lindas, coloridas e em preto e branco. Pernas para todos os lados, todas super sexys e provocantes, com meias e saltos altos ou, simplesmente, como vieram ao mundo: “Naked”. Vale à pena conferir…

Autor: Hanson, Dian

Editora: Taschen do Brasil

* Bernard Of Hollywood – The Ultimate Pin-Up Book

Mais um livro recheado de fotos, mas desta vez, com as musas Hollywodianas. Fotos de várias personalidades que fizeram história dentro e fora das telinhas como Marilyn Monroe, June McCall, Jayne Mansfield e Brigitte Bardot. Todas fotografadas pelo “Rembrandt da fotografia” Bruno Bernard. Ele chegou aos Estado Unidos no fim da década de 1930 fugindo da Alemanha por causa dos nazistas e se tornou um dos maiores fotógrafos da história, ficando conhecido como o “fotógrafo do glamour”.

Autor: Bernard, Bruno

Editora: Taschen do Brasil

* Burlesque – and the art of the Teese

E é claro que não poderia deixar de falar de outra musa pin-up: Dita Von Teese. Dita virou referência no que diz respeito ao universo pin-up e burlesco e sua fama cresce a cada dia, levando por onde passa todo o seu glamour e sensualidade. É o que ela mostra também neste fantástico livro. Ele possui dois temas diferentes: De um lado, todo doce e cor de rosa. Já do outro, vermelho, preto e muito fetish (meu lado preferido). Fotografias fantásticas e o figurino então… é de babar!

Autor: Von Teese, Dita                                                                                                   Editora: Regan Books

Bom, livros fantásticos é o que não falta! Claro que não seria possível listar todos neste post, mas se você tiver sugestões de outros títulos que não estão aqui, por favor comentem!!!

Published in: on 29 de dezembro de 2009 at 6:41 am  Deixe um comentário  
Tags: , , , , , , , ,