“À Prova de Morte” – O Novo Filme de Quentin Tarantino

Estreia nesta sexta (16/07) o novo filme de Quentin Tarantino. Na verdade não é tão novo assim, o filme é de 2007, mas só agora chega aos nossos cinemas. E porque estou falando deste filme aqui, neste espaço retrô?? Por dois motivos: Primeiro porque amo o Tarantino, com certeza um dos meus diretores favoritos e, segundo, porque ele busca inspiração em filmes clássicos de gêneros variados: Filmes orientais, faroeste, musicais e até os sangrentos de assassinos e terror.

Em “À Prova de Morte”, Tarantino faz alusão e homenageia os filmes “Sexploitation” que adoro. Filmes de carros em alta velocidade, famosos nos anos 70, com mulheres dando sopa, já que o gênero explora o erotismo. Filmes de baixo orçamento e sem muito sentido em seus diálogos. Os filmes Sexploitation tiveram seu auge nas décadas de 1960 e 1970, caindo no esquecimento anos depois. Foi lá que o diretor foi buscar inspiração para este filme. Violência e velocidade, com um Kurt Russell que lembra seu personagem “Snake” de ‘Fuga de Nova York’ (adoro) interpretando um maníaco, em um cenário de ‘A Morte Pede Carona’, clássico oitentista com Rutger Hauer. Sou suspeita para falar, porque adoro 99% do que Tarantino faz, mas não vou opinar ainda, já que só vi o trailer do filme. Vou correr para o cinema, não posso esperar para ver os clichês que tanto admiro nos road movies: bebidas, violência, adrenalina e sexo. Ah, sem contar que a trilha sonora com certeza  deve ser muito boa também.

 Tarantino Forever!!!!
Published in: on 16 de julho de 2010 at 1:59 am  Comments (1)  
Tags: ,

*A Single Man* – Um Filme Extraordinário

Eu já havia ouvido falar deste filme e muitos amigos haviam me indicado, mas fiquei muito surpresa depois de vê-lo. Foi muito além do que eu imaginava e superou TODAS as minhas expectativas! Fazia tempo que eu não via um filme tão perfeito. Este filme é uma verdadeira obra de arte. Produzido e dirigido pelo grande nome da moda Tom Ford (o que não achei ser um fato interessante, apesar de apreciar o trabalho dele como estilista), o filme conta com atuações brilhantes de Julliane Moore (que adoro) e Colin Firth (que se supera como ator). O figurino do filme e a maquiagem são lindos, já que o filme se passa nas décadas de 1950 e 1960, a trilha sonora é encantadora e a fotografia um dos pontos fortes do filme.

Mas nada no filme supera o enredo e os diálogos magníficos. Single Man fala de amor, de paixão, de relaçõs humanas, de como somos incapazes de compreender os nossos próprios sentimentos, da dificuldade que temos de encarar a vida de frente e, principalmente, de como é difícil superar as perdas e enfrentar nossos medos! Indico para todos que, assim como eu, seja apaixonado por cinema e que aprecie filmes que fazem pensar… Single Man esbanja beleza, sensibilidade, poesia e sutileza em cada gesto, em cada lugar, em cada cena!

“Vamos falar sobre o medo. Afinal, o medo é o nosso verdadeiro inimigo. O medo está tomando conta do mundo. Está sendo usado como ferramenta de manipulação na nossa sociedade… Medo de que o mau hálito possa arruinar nossas amizades, medo de envelhecer e ficar sozinho. Medo de ser inútil, de que ninguém se importe com o que temos a dizer.”

Frase do filme ” A SINGLE MAN”

Published in: on 10 de julho de 2010 at 2:08 am  Comments (1)  
Tags: ,

Paul Newman – O Homem Mais Sexy do Cinema

Muitas pessoas podem não concordar comigo mas, na minha opinião, Paul Newman foi o homem mais sexy do cinema. Ele foi um homem perfeito: Lindo, sexy, inteligente, ótimo ator (principalmente)! Fã não consegue ser imparcial, então para mim ele é insubstituível. Infelizmente era mortal né? Então nos deixou há dois anos. Ninguém tem um sorriso tão bonito e um olhar tão sensual quanto Paul, duvida?

Published in: on 7 de julho de 2010 at 3:21 am  Comments (3)  
Tags: ,

♥ O Pecado Mora ao Lado ♥

Cena de "O Pecado Mora ao Lado"

O Pecado Mora ao Lado” é um dos meus filmes preferido da diva Marilyn Monroe. Engraçado, com um enredo divertido, figurino maravilhoso e cenas que imortalizaram a bela, não dá para não assistir! Obrigatório para os amantes de cinema retrô… Sem contar que a direção ficou por conta do mestre Billy Wilder!

Sinopse: Richard Sherman (Tom Ewell) é um editor de livros que sente-se “solteiro” quando a mulher (Evelyn Keyes) e o filho (Burch Bernard) viajam em férias. Ele começa então a ficar cheio de idéias quando uma bela e sensual jovem (Marilyn Monroe), que é modelo e sonha ser atriz, torna-se a sua vizinha. (fonte: Adoro Cinema).

A crítica sempre pegou muito pesado com a querida marilyn. Má atriz, burra, fútil! Eu não concordo com nada disso. Acho que não só eu, pois a imortalidade de sua imagem e o mito que se tornou já diz tudo! Para mim não tem coisa melhor do que, em um dia friozinho, debaixo dos cobertores, com um chocolate bem quente ver um filme da Marilyn e rir muito!!!

Published in: on 22 de maio de 2010 at 9:05 pm  Comments (1)  
Tags: ,

My King is Back!!!

Quase tive um ataque do coração quando vi a notícia sobre o lançamento deste box! Morri e ressuscitei!!! O meu ídolo está de volta em um box com 6 de seus mais famosos filmes e, na minha opinião, os melhores:

Feitiço Havaiano

Garotas, Garotas e Mais Garotas

O Seresteiro de Acapulco

No Paraíso do Havai

Meu Tesouro é Você

Balada Sangrenta

Tanto o ‘Balada Sangrenta’ quanto o  ‘Feitiço Havaiano’ são inéditos em DVD no Brasil! Agora acabou a espera pela ‘Sessão de Gala’ para tentar assistir ‘Balada Sangrenta’, impossível de achar! O Box chama-se “Film Rock Legend” e, mesmo tendo alguns dos filmes pretendo comprar em breve, já que a caixa de lata é maravilhosa e vem com brindes como fotografias do Elvis…Morri!!!

Published in: on 12 de maio de 2010 at 2:35 am  Comments (1)  
Tags: ,

♥ A Princesa e o Plebeu

Audrey Hepburn é uma de nossas divas preferidas: Linda, elegante, inteligente, talentosa e uma atriz maravilhosa. A bela nos deixou grandes filmes que se tornaram clássicos do cinema e também se tornou um ícone fashion adorado eternamente. Se você é apaixonada por cultura retrô, com certeza deve ter os filmes dela, itens de decoração e peças de vestuário com imagens de Audrey Hepburn. Ela se tornou uma das personalidades mais estampada em quadros, bolsas, camisetas e tantos outros objetos. Mas vou deixar para falar da linda Audrey depois, pois este post é para falar de um dos filmes da atriz que está entre os meus preferidos: “A Princesa e o Plebeu”

Audrey Hepburn interpréta Ann,  uma bela princesa que está visitando a cidade de Roma. Entediada com tantas pessoas lhe dizendo o que deve fazer e como deve agir, a bela princesa resolve se disfarçar e sair sozinha para passear em Roma. Neste passeio encontra Joe Bradley, personagem vivido por Gregory Peck, um jornalista cafajeste que passa a acompanhar a bela princesa. É claro que Joe se apaixona por Ann e eles vivem uma linda história de amor.

Apesar de ser um filme de romance, também possui muitas cenas de drama e comédia. Um filme delicioso, que agrada até mesmo quem não é fã de romances melosos. A dupla Audrey Hepburn e Gregory Peck é perfeita, pois trazem graça e vivacidade aos personagens.

Este foi um dos filmes mais expressivos da carreira de Audrey, pois foi com ele, em 1954, que ela ganhou um Oscar de melhor atriz. Depois desse vieram vários clássicos como “Bonequinha de Luxo”, ” Minha Bela Dama” e “Cinderela em Paris”.

Published in: on 7 de fevereiro de 2010 at 7:09 pm  Deixe um comentário  
Tags: , , , ,

*Filmes Fantásticos***

      

Eu sou apaixonada por cinema! Acho que se um filme é feito com dedicação e talento, não importa se é uma produção independente ou uma super produção Hollywoodiana, ele sempre terá algo para acrescentar nas nossas vidas. Um filme pode te mostrar uma lição de vida, pode trazer algum conceito filosófico ou simplesmente momentos de diversão. Não importa, o que importa é se sentir bem (ou mal, mas isso não quer dizer que o filme é ruim) e apreciar esta maravilhosa arte!   

Eu particularmente, gosto de todos os estilos de filme, desde os mudos do expressionismo alemão, passando por comédias românticas, ficção científica, faroeste, musicais, alternativos, animações, até as produções de terror trash (na verdade os que mais gosto…Rs). Só não gosto de filme ruim. Mas tem um estilo em especial que aprecio muito: O de Fantasia.   

Existem vários tipos de filmes de fantasia, até porque, o mundo da fantasia é um mundo imaginário e particular, que tem características próprias e isso é o mais fascinante. Conhecer o mundo imaginário das pessoas através dos filmes é fantástico. Da imaginação de pessoas talentosas (sejam escritores, diretores, atores, músicos etc.) nascem grandes criações que deixam nossas vidas muito mais alegres, pelo menos a minha né?   

Pensando nesses filmes, fiz uma seleção dos meus preferidos (na verdade que amo de paixão) para postar aqui. O que mais gosto na maioria deles são as histórias que sempre acrescentam algo na minha vida. Adoro também os personagens, os efeitos especiais e as trilhas sonoras! Enfim, amo tudo!! Claro que não daria para citar todos, mas os que estão aqui são os que eu mais aprecio. Ah, detalhe importante: Você pode estranhar a ausência de Tim Burton, pois só listei um filme dele aqui. É que para mim ele é tão fantástico e espetácular (e inteligente, e genial, e maquiavélico) que vou dedicar um post só para ele!!! Mestreeeeeeeee.   

Vamos lá:   

O Mágico de Oz   

Ficha Técnica   

Título original: The Wizard of Oz   

Diretor: Victor Fleming   

Duração: 101 minutos   

Ano de Produção: 1939   

Elenco: Judy Garland , Frank Morgan , Ray Bolger , Bert Lahr , Jack Haley   

Sinopse: Dorothy vive no Kansas em uma fazenda, com seus tios e amigos, mas sempre está se envolvendo em confusões que, na maioria das vezes, não é culpa dela. Depois de um furacão que passa pela fazenda, a bela moça vai parar no reino de Oz, e passará por várias aventuras para retornar ao seu lar.   

   

Este com certeza é um dos filmes que mais gosto! Tenho dvd, camiseta, sapato baseado no filme. Tudo! Uma bela história onde Dorothy aprende o real valor da família e, principalmente, dos amigos. O filme é lindo: Os personagens, os sapatos vermelhos da Dorothy, as cores (By Technicolor) e a  trilha sonora. A música “Over the Rainbow” é maravilhosa. Com certeza um dos maiores clássicos já produzidos pelo cinema.   

   

Mary Poppins   

Ficha Técnica

Título original: Mary Poppins   

Duração: 139 minutos   

Elenco: Julie Andrews , Dick Van Dyke , David Tomlinson , Glynis Johns , Hermione Baddeley   

Sinopse: O banqueiro George Banks precisa de uma babá para os seus dois filhos, mas tem dificuldade porque as crianças fazem com que todas as babás desistam do emprego. Para conseguir uma nova babá, o banqueiro coloca um anúncio no jornal. Os seus filhos escrevem um modelo de anúncio com todos os requisitos que eles desejam na nova babá, mas o pai não aceita, rasga o bilhete e joga na lareira. Esse pedido, magicamente, chega até a querida Mary, que chega à casa da família vinda de uma nuvem e usando um guarda-chuva para descer.   

   

Lindo filme, com a grande atriz Julie Andrews. Um musical que ensina como as pessoas devem respeitar umas as outras, brigar menos e se divertir mais! Saudades de quando a globo passava filmes como esse na “Sessão da Tarde”,  pois cresci assintindo este filme, mas não me canso nunca de revê-lo. Mary Poppins ganhou 5 Oscars e é um dos filmes mais premiados da Disney!   

   

Labirinto – A Magia do Tempo   

 

Ficha Técnica

Título original: Labyrinth   

Diretor: Jim Henson   

Duração: 102 minutos   

Ano de Produção: 1986   

Elenco:  David Bowie, Jennifer Connelly   

Sinopse: Sarah é uma adolescente rebelde que vive com o pai, a esposa dele e seu irmãozinho. Chateada com o pai que pede para Sarah cuidar do bebê, ela deseja que ele seja levado pelos duendes. Diante de seu desejo, o rei dos duendes Jareth não exita e leva o pequeno para o seu reino, afim de transformá-lo em um duende. Sarah se arrepende do pedido, mas para resgatar o irmão, terá que passar pelo labirinto que leva até o reino de Jareth, passar por todos os perigos e chegar lá antes que seja tarde demais!   

   

Este também é um filme que fez parte da minha infância! Os efeitos são muito legais e a história, como sempre, mostra que devemos dar valor à família, que os amigos são muito importantes e que devemos tomar cuidado com o que desejamos. Um ponto muitooo forte deste filme é o maravilhoso David Bowie. Além de seu papel no filme (jareth – o rei duende) ser super legal, o mestre do Glam é responsável pela trilha sonora, junto com Trevor Jones. Sou apaixonada pela música “As the World Falls Down”, uma das mais belas que já ouvi!   

Labirinto do Fauno   

Ficha Técnica

Título original: El Laberinto del Fauno  

Duração: 112 minutos  

Elenco: Ivana Baquero , Doug Jones , Sergi López , Ariadna Gil , Maribel Verdú  

Sinopse: A história se passa em 1944, na Espanha, no fim da guerra civil. Ofelia é uma menina de 10 anos que ainda não consegue entender muito bem as consequências da guerra. A  mãe dela se casa com um oficial fascitasque combate os rebeldes da região que são contra o regime. Dentre esses rebeldes está a cozinheira da casa e sua amiga, Mercedes. Ofelia se sente só e passa a fazer parte de um mundo imaginário, que se torna realidade no labirinto, que fica no jardim da mansão onde vive agora!  

  

 Gosto muito do trabalho do Del Toro, principalmente desse filme! Assistindo-o, senti medo, pois as cenas do mundo fantástico com seus seres são bme reais, senti ódio, dos fascistas sem coração e chorei muito também! Mas o mais importante, sempre acreditei que a fantasia era a verdadeira realidade.  

  

Alice no País das Maravilhas  

Ficha Técnica  

Título original: Alice In Wonderland  

Diretor: Tim Burton  

Duração: 134 minutos  

Ano de Produção: 2009/2010  

Elenco: Mia Wasikowska , Johnny Depp , Helena Bonham Carter , Crispin Glover , Anne Hathaway  

 Sinopse: Nesta versão, Alice é uma adolescente de 17 anos que, novamente, segue um coelho apressado. Ela entra em um buraco e cai em um mundo mágico  com vários personagens fantásticos, como o chapeleiro louco e a rainha de copas, entre outros.  

  

Com certeza este é o filme mais esperado de 2010 e não é só por mim, mas pela legião de fãs de Tim Burton e Johnny Deep! Ver a história de Lewis Carroll sendo filmada pelo mestre Tim, com atores fantásticos e efeitos especiais? Não, não queremos mais nada. É óbvio que, assim como todas as adaptações, o diretor deve ter feito algumas modificações que, com certeza, não mudarão a essência do filme. Apesar de ainda não ter assistido o filme (não vejo a hora) tenho certeza que vou adorar e que vou assistir mais de uma vez no cinema!  

  

O Mundo Imaginário do Doutor Parnassus  

                                                                              
Ficha Técnica

Título Original: The Imaginarium of Doctor Parnassus

Diretor: Terry Gilliam

Duração: 122 minutos

Ano de Produção: 2009

Elenco: Heath Ledger , Johnny Depp , Jude Law , Colin Farrell , Christopher Plummer

Sinopse: O Dr. Parnassus tem o dom de inspirar a imaginação das pessoas. Dono de uma companhia de teatro itinerante, ele conta com a ajuda de seu assistente Percy  e do mágico Anton para oferecer ao público a chance de transcender a realidade e entrar em um universo sem limites, o qual pode ser alcançado ao atravessar um espelho mágico. Tony (Heath Ledger) foi encontrado pela trupe dependurado em uma ponte, à beira da morte. Após ser salvo, ele passa a integrar a equipe, como forma de escapar de seu passado. Em uma tentativa de modernizar o show, ele termina por conhecer o novo mundo oferecido por Parnassus e passa por diversas transformações no decorrer de sua viagem. Só que esta mágica tem um preço e ele está perto de ser cobrado ao dr. Parnassus: sua preciosa filha Valentina.

 

Tenho vários motivos para aguardar ansiosamente este filme:

Infelizmente, nosso querido Heather Ledger foi embora muito cedo, deixando este filme incabado. Mas foi graças a este acontecido é que poderemos ver neste filme, todos juntos: O próprio Heather Ledger, Johnny Deep, Jude Law e Collin Farrel. O filme é dirigido pelo mestre Terry Gilliam, conhecido por seus filmes impossíveis e por sua mente fantástica, diretor de filmes como “Irmãos Grimm”, “Medo e delírio” e os “12 Macacos”. Quando vi as cenas do filme, achei as imagens de fantasias lindas e os efeitos especiais muito bons. Outro filme que tenho certeza, não irá me decepcionar!

Posso citar muitos outros filmes de fantasia: A História Sem Fim, O Pequeno Príncipe, As Aventuras do Barão de Munchausen, Peixe Grande e outras Histórias, A Lenda, O Gato. Mas não vai dar, a lista  ficaria imensa, mas se esqueci de algum muito especial, comente!

 

*James Dean* – O Mito

*O Mito James Dean*

James Dean é um dos meus maiores ídolos! Não somente por sua atuação no cinema, mas por incorporar a áurea de sofrimentos e incertezas que permeiam a juventude de várias épocas. No seu semblante é possível observar rebeldia, angústia e um certo ar blasé, tudo em um rosto belo e forte, ainda pouco amadurecido!

James Byron Dean nasceu  no dia 8 de fevereiro de 1931 em Indiana, Estados Unidos. Filho único de Wilton Dean e de Mildred Dean, que deu ao filho o nome “Byron” em homenagem ao poeta inglês Lord Byron (será que a áurea do romântico poeta dominou James Dean?). Eram uma família simples e James, desde criança, já estava em contato com a arte, aprendeu a tocar violino e a sapatear. Em 1940, após perder a mãe que morreu vítima de um câncer, o pequeno James foi morar com os tios em uma fazenda em Indiana.

 Lá ele cresceu e aprendeu a ordenhar vaca e manobrar tratores, mas nunca esqueceu de sua vocação artística e, já na adolescência, participava do teatro da escola. Em sua juventude já dava sinais de seu espírito rebelde : Ganhou uma moto Triumph de presente do tio Marcus aos 17 anos e, quando completou 18 anos, escapou do serviço militar por ter se declarado “gay”.

Em 1949 James foi para Los Angeles morar com o pai e a madrasta e também para estudar arte dramática. Depois de um tempo desistiu da faculdade e foi morar em Nova York, com a intenção de estudar no famoso Actor´s Studio. Para poder estudar e se manter financeiramente em Nova York, trabalhou de garçom e cobrador de ônibus. Começou a atuar na TV já em 1952 e também fez algumas peças na Broadway em 1953, chamando a atenção da crítica interpretando um homossexual. Com a peça “O Imoralista”, ganhou o Tony Award como melhor ator do ano.

Em 1954, James interpretou um papel importante no filme de Elia Kazan. Neste filme, “A leste do Éden – Vidas Amargas”, fez um jovem solitário e amargurado,  filme baseado na obra do mestre John Steinbeck.  Para fazer o filme, James assinou um contrato onde declarava não dirigir nenhum carro de corridas, sua outra paixão, durante as filmagens de Vidas Amargas.

Na época em que James estava iniciando sua careira, Marlon Brandon já era um grande astro e James Dean era seu fã. Os dois eram muito parecidos em seu jeito de ser e de se comportar, o que fazia com que James se sentisse próximo do grande ator e que constantemente fosse comparado com ele. Dizem que quando James conheceu pessoalmente Marlon Brandon, se decepcionou com o comportamento do astro que teria feito um comentário maldoso sobre as roupas que James usava: calças jeans surradas e camisa de cowboy (devia estar lindo com essa roupa não é?).

Em 1954, James conheceu aquela que seria o grande amor da sua vida: Pier Angeli! Uma jovem atriz que ele conheceu nas filmagens de “O Cálice Sagrado”. Mas a mãe da jovem foi contra o relacionamento  pelo fato de

*James Dean e Pier Angeli*

James não ser católico e  porque todos já conheciam o seu temperamento difícil. James ficou muito abalado com o fim do relacionamento com Pier. Tanto que fez questão de atrapalhar o casamento da ex-namorada com o ator Vic Damone. No dia do casamento, ele apareceu na porta da igreja e arrancou com sua moto, fazendo um barulho que chamou a atenção de todos. Os dois voltaram a se encontrar nas filmagens de “Assim Caminha a humanidade”, onde James desfilava para cima e para baixo com a bela Ursula Andress, que depois se tornaria uma BOND GIRL.

Fora dos sets de filmagem era conhecido por uma agitada vida social, fumava e bebia, e possuía um enorme fascínio por carros velozes e pela velocidade em si. Paixão que lhe custou a vida. Quando se dirigia para uma corrida, em 30 de Setembro de 1955, com apenas 24 anos, envolveu-se num acidente fatal, partindo imediatamente a coluna vertebral e sofrendo de hemorragias internas.

O médico-legista observou que o corpo de James Dean era coberto de cicatrizes. Num bar de Hollywood, onde era conhecido como “Cinzeiro Humano”, ele oferecia seu peito e pedia às pessoas que apagassem seus cigarros nele. No dia em que morreu, James Dean ainda esgotava ingressos com o seu primeiro filme. A consagração final chegou poucos dias após a sua morte, quando Juventude transviada chegou aos cinemas. Recebeu duas indicações ao Oscar, postumamente. Em 1956, por Vidas amargas (a primeira indicação póstuma na história da premiação), e em 1957, por Assim caminha a humanidade, ambas por melhor ator. Ganhou dois prêmios do Globo de Ouro, em 1956 como melhor ator e, no ano seguinte, num prêmio especial que o consagrou como ator favorito do público.

A impressão que tenho é que James não tinha medo da morte e até buscava esse fim. Mas é uma pena, um ótimo ator que poderia ter feito grandes obras e nos presenteado muitas e muitas vezes com a sua bela imagem na tela e sua grande atuação como ator. Hoje James Dean é cultuado não só pela juventude, mas por todos que reconhecem nele um mito cultural e um grande astro de cinema.

Published in: on 6 de janeiro de 2010 at 5:22 pm  Deixe um comentário  
Tags: , ,

*Sete Noivas Para Sete Irmãos*

*sete Noivas Para Sete Irmãos*

Este é um filme romance/musical americano de 1954. É um filme que sempre assisto e não me canso dele! Um musical delicioso, super colorido, com lindo figurino e uma bela história de amor.

Adam Pontipee (interpretado por Howard Keel) é o mais velho de sete irmãos que vivem em uma fazenda nas montanhas. Desleixados, machões, trabalhores e caipiras, assim são os irmãos Pontipee. Adam acha que está na hora de arrumar uma esposa para cuidar dele, dos irmãos e da casa (esperto né?) e resolve procurar uma em sua cidade. Encontra a bela Milly (jane Powell), moça muito prendada que trabalha em um restaurante da cidade e que aceita seu pedido, já que está apaixonada por ele. Milly vai morar na fazenda do marido junto com seus irmãos que, vendo a noiva que seu irmão arrumou, resolvem que também querem se casar e vão em busca de suas noivas, mas não vou contar como!

*Cena do Filme Sete Noivas Para Sete Irmãos*

Um musical muito gostoso (para quem gosta desse gênero de filme como eu), cheio de lindas coreografias, belas músicas, cenas de romance e ótimas piadas. Gosto muito dos musicais americanos!

Ficha Técnica:

Direção: Stanley Donen

Roteiro: Albert Hackett (roteiro), Frances Goodrich (roteiro),             Gênero: Comédia/Musical/Romance                                                            Origem: Estados Unidos                                                                                          Duração: 102 minutos                                                                                                    Tipo: Longa-metragem

 

Published in: on 5 de janeiro de 2010 at 5:17 pm  Comments (2)  
Tags: , , , ,

*Forbidden Images*

Um amigo, o Aritanã, me passou este vídeo que ele havia publicado no blog dele (aritanamalatesta)  e achei o máximo!

São imagens que foram encontradas em algum teatro esquecido na Pennsylvania. Imagens que foram cortadas dos filmes porque continham cenas indecentes demais para serem apresentadas ao público local. Acreditem, vocês vão se espantar com tantas cenas indecentes!!! Um registro maravilhoso com cenas belíssimas. Ainda bem que foram resgatadas do limbo.  Isto sim é que é cinema.

Published in: on 5 de janeiro de 2010 at 4:13 pm  Comments (1)  
Tags: ,