O Trabalho de David La Chapelle

Aproveitei uma apresentação para a faculdade, na disciplina de fotojornalismo, para postar aqui no blog o trabalho de um artista que aprecio demais e do qual falamos no trabalho: David La Chapelle!

David La Chapelle nasceu em 11 de março de 1969, nos Estados Unidos. Estudante de artes plásticas (Carolina do Norte), prosseguiu seus estudos em Nova York, onde começou seu trabalho como fotógrafo free lancer na revista de Andy Warhol  Interview. O trabalho de La Chapelle é totalmente inspirado por Andy Warhol, pela Pop Art e pela Cultura contemporânea.

Desde os anos 80, La Chapelle se destaca por seu trabalho diferenciado. Uma mistura de surrealismo, glamour e modernidade, fez com que o artista transitasse por diversas áreas, desde fotografias de moda para publicações como Vanity Fair, Vogue e Rolling Stones, até trabalhos na área de publicidade e musical, pois foi responsável por capas de álbuns de cantores como Elton John, Moby, Macy Gray, Madonna.

La Chapelle já retratou diversos artistas, que são considerados “sortudos” por terem participado de um trabalho dele: Elizabeth Tylor, Britney Spears, Leonardo DiCaprio, Muhammad Ali, Michael Jackson, Hillary Clinton  e Andy Warhol são alguns deles. A versatilidade de La Chapelle e o seu universo único, retratado de forma divertida e inusitada através da fotografia, fez com que ele trabalhasse em diversas áreas, sempre mantendo as características de seu trabalho. Além de atuar com fotografia, foi responsável por diversos vídeo-clipes (No Doubt, Chirstina Aguilera, Whitney Houstoun, Moby) e também por longas, como o documentário RIZE de 2004, que foi aclamado pela crítica.

Cenários surreais, cores berrantes, situações inusitadas e celebridades fazem parte do trabalho de La Chapelle.  Suas fotografias são inconfundíveis, justamente por colocar celebridades (que vão músicos a imagens sacras como Jesus Cristo) em cenários chamativos, provavelmente em uma ação inusitada, sempre com uma pitada de humor e sarcasmo, marcas registradas do fotógrafo. Outra característica marcante em suas obras é a nudez e o sexo, que sempre são retratados implicitamente, de forma mais artística do que vulgar. Suas fotografias passam por um processo elaborado de composição. As fotos nunca são espontâneas, sempre é dada uma atenção especial à várias questões como posição, luz, cores, figurino, maquiagem. La Chapelle costuma usar muito o plano americano e planos gerais, que possam retratar toda a cena e contar uma história. Os personagens sempre estão em cenas de movimento, fazendo alguma coisa, utilizando objetos da cena. A cor é um elemento importantíssimo em suas composições o fotógrafo se tornou mestres na manipulação de imagens digitais através da luz e das cores.

David La Chapelle possui vários livros publicados, entre eles “Heaven to Hell”, “Hotel La Chapelle”,  “Artists & Prostitutes”. Ganhou vários prêmios ao longo da sua carreira como fotógrafo e editor de vídeos e já teve várias exposições em galerias de arte conceituadas em todo o mundo.

Vídeo produzido por Miss Vanilla!!!

Published in: on 26 de maio de 2011 at 7:45 pm  Comments (3)  
Tags: ,

Ensaio *Pin-Ups* – Parte 4

Quem quiser ver mais fotos e acompanhar os ensaios, pode visitar o The Rebel PIN-Up Page 

Published in: on 16 de fevereiro de 2011 at 4:02 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

O Belo Trabalho de *Robert Doisneau*

 

Robert Doisneau fotografado por Cartier Bresson

Estava eu hoje na Livraria Martins Fontes (ai que saudade do cheirinho de livros…), quando me deparei com um livro de fotografia maravilhoso da Cosac & Naify! O livro era do grande fotógrafo Robert Doisneau, um dos meus artistas preferido. Um talento sem igual, nos deixou lindas fotografias, cheias de vida e poesia. Então me dei conta que não havia falado sobre ele por aqui. Vamos lá…

Robert Doisneau nasceu na França no dia 14 de abril de 1912. O forte na fotografia de Robert eram as pessoas. A vida nas ruas, na sociedade, momentos rotineiros que foram imortalizados pelas câmeras deste grande mestre. Suas fotografias expressam sentimentos, pessoas de várias classes sociais, situações inusitadas, cotidiano, ironia, um trabalho perfeito:

Uma de suas fotografias mais famosas e a preferida de muitas pessoas:

Doisneau faleceu no dia 1 de abril de 1994!!!!

Published in: on 27 de dezembro de 2010 at 10:51 pm  Comments (1)  
Tags: ,

Ensaios *Pin-Ups* – Parte 3

Continuo com mais algumas fotos que achei na internet e das quais gostei muito da maquiagem, dos penteados, do figurino e da composição:

Published in: on 23 de outubro de 2010 at 8:45 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

Ensaios *Pin-ups* – Parte 1

Bom, se você chegou até este blog é porque gosta do universo vintage e das musas pin-ups assim como eu. Eu amo fotografia, principalmente quando são inspiradas nas belas pin-ups. Selecionei várias fotos e vou dedicar alguns posts às belas que fazem ensaios lindos e super originais. Famosas ou não, as modelos estão à altura das divas e escolhi estas fotos principalmente por causa dos detalhes: Figurino, maquiagem, acessórios, cenografia, situações parecidas com as retratadas pelos mestres especialistas em pin-ups como Elvgren e Vargas…

Published in: on 13 de outubro de 2010 at 1:17 am  Deixe um comentário  
Tags: , ,

Porque Nascemos em 1920…

Published in: on 8 de outubro de 2010 at 3:06 am  Comments (1)  
Tags: ,

*Man Ray* – Gênio Como Este Nunca Mais

*Man Ray em 1934*

“Em lugar de pintar pessoas, comecei a fotografá-las, e desisti de pintar retratos ou melhor, se pintava um retrato, não me interessava em ficar parecido. Finalmente conclui que não havia comparação entre as duas coisas, fotografia e pintura. Pinto o que não pode ser fotografado, algo surgido da imaginação, ou um sonho, ou um impulso do subconsciente. Fotografo as coisas que não quero pintar, coisas que já existem.”

Essas palavras foram ditas por Emanuel Rudzitsky, mais conhecido como Man Ray, famoso fotógrafo norte-americano. Nasceu na Filadélfia no dia 27 de agosto de 1890 e, em 1897, mudou-se com a família para Nova York, mais precisamente para o Brooklyn, fato que seria decisivo para a sua carreira alguns anos depois.

*Fotografia de Man Ray*

Man Ray foi um artista completo: estudou arquitetura, engenharia, artes plásticas e fotografia. Foi em Nova york, em 1915, que conheceu o famoso pintor francês Marcel Duchamp,com quem fundou o grupo Dadá Nova-iorquino. Além do dadaísmo, Man Ray também flertou com outros movimentos como o surrealismo, fato que ocorreu depois de sua mudança para França, em 1921. Foi um dos grandes nomes da vanguarda artística na década de 1920. Apesar de ser apaixonado pela pintura, seu grande mérito foi com a fotografia. No início de sua carreira, Man Ray passou a  trabalhar com fotografia para financiar a paixão pela pintura, mas acabou se tornando um grande mestre da fotografia. Desenvolveu uma técnica chamada raiografia, onde criava imagens abstratas expondo objetos à luz, colocados sobre papéis fotográficos. Outra técnica muito conhecida utilizada por ele é a solarização, que utilizava para inverter os tons  da fotografia.

Em 1940 Man Ray volta a morar nos Estados Unidos, mais precisamente na Califórnia, onde passa a ensinar as técnicas de fotografia desenvolvidas por ele. Retorna à França em 1946, onde passa o resto de sua vida e onde morreu, no dia 18 de novembro de 1976, com 86 anos.

Man ray foi um apaixonado pela arte como forma de expressão. Adorava a pintura, o desenho, a fotografia, a escultura e se utilizava de elementos cotidianos em suas obras. O trabalho deste mestre me fascina! Sou apaixona por várias de suas obras, mas a minha preferida é esta:

Acho essa fotografia maravilhosa e mais expressiva do que qualquer outra!

Além de toda a sua criatividade e de sua importância para o mundo da Arte, suas fotografias são de épocas deliciosas, como a década de 1920, já que Man Ray passou e fotografou várias décadas fantásticas.

Published in: on 12 de janeiro de 2010 at 1:44 am  Deixe um comentário  
Tags: , , ,